Todas as Categorias

A partir de qual mês as crianças conseguem identificar sentimentos?

Bebês são sempre uma caixinha de surpresas. Estão sorrindo e no segundo seguinte chorando bastante. Todo esse processo é natural e faz parte do desenvolvimento das crianças.

Os recém-nascidos conseguem expressar três emoções básicas: interesse, angustia e satisfação, segundo estudos do Dr. PhD Michael Lewis. Conforme o desenvolvimento da criança ir avançando, novas formas de se expressar irão começar a surgir.

Entre os seis meses, novas emoções e sentimentos começarão a surgir. Agora o bebê já consegue expressar alegria, surpresa, tristeza, repulsa, raiva e medo. Ao chegar entre os nove e 10 meses, um novo processo começa, estágio do desenvolvimento do cérebro, que fará a criança expressar todos os sentimentos de forma clara e natural.

Na idade entre um e dois anos, eles começarão a tomar consciência de si mesmas e é a partir daí, que sentimentos mais intensos como empatia, inveja e constrangimento farão partes da rotina das crianças.

Chegaram os famosos três anos e novamente mudanças acontecerão, quanto mais o filho (a) cresce, mais esperto e apto para capitar sentimentos e compartilha-los ele ficará. Hormônios começarão a agir e emoções autoconscientes começam a existir:  orgulho, vergonha e culpa. A partir de agora regras sociais, comportamentos e normas serão compreendidas por ele.

Os pais costumam assustar e reprimir algumas atitudes dos filhos quando pensam que não são adequadas, mas lembre-se que são crianças e tudo é novo. É claro que impor limites é importante, mas frases como “chorar é coisa de menina”, “se você chorar vai apanhar”, “se não vestir essa roupa não ganhará sobremesa”, podem gerar efeitos e gatilhos emocionais para sempre na vida deles.

É sempre importante separar o sentimento que é dos filhos e aqueles que são dos pais, pois é importante não “tomar as dores” dos pequenos, não tentar protegê-los de tudo e serem sinceros com o que estão sentindo, deixar as crianças serem livres para expressar o que as incomoda, os alegra, os entristece.